terça-feira, 22 de junho de 2010

P.E.C. Nº 9: Juha Kankkunen; a competição como forma de vida...



Em declarações ao sítio autosport.com proferidas nos últimos dias [reproduzidas também em alguns outros órgãos de imprensa escrita], o 'eterno' Juha Kankkunen, campeão do mundo de Ralis em 1986, 1987, 1991 e 1993, aos 51 anos de idade [n: 22-04-1959] alvitrou a hipótese de regressar à competição automóvel ao mais alto nível, manifestando intenção de se inscrever no Rali da Finlândia da presente temporada, a disputar no último fim-de-semana do próximo mês de Julho, ao volante de um Ford Focus RS WRC.

A confirmar-se esta é, por várias ordens de razão, uma boa notícia.



Kankkunen, enquanto expoente destacado da geração de ouro dos denominados 'finlandeses voadores', será ainda hoje o intérprete que, em toda a história do campeonato do mundo, melhor terá protagonizado uma certa ideia de transição intergeracional entre as várias épocas de Ralis.


Há vários pilotos que nas suas carreiras ostentam mais de um título absoluto de campeão mundial de Ralis.

- Walter Rohrl [1980 e 1982], não obstante a reconhecida competência que faz dele, ainda hoje, uma lenda viva deste desporto, conquistou dois campeonatos numa época muito específica, antes do advento dos 'Grupos B' puros e duros.

- Miki Biasion [campeão em 1988 e 1989] terá para sempre a sua carreira e palmarés demasiadamente associados à [muito saudosa] equipa oficial da Lancia.



- Carlos Sainz sagrou-se campeão do mundo em 1990 e 1992 ao volante de carros estruturalmente idênticos entre si, apenas conseguindo destacar-se neste particular aspeto [títulos] ao serviço do Toyota Team Europe, não obstante ter dado mostras de tudo o seu virtuosismo quando esteve integrado nas estruturas da Subaru, da Ford e, porventura em menor escala, da Citroen.



- Tommi Makkinen [1996, 1997, 1998 e 1999] fez carreira no estertor dos automóveis de Grupo 'A' [numa altura em que os WRC davam os primeiros passos no mundial de Ralis], moldou toda uma equipa à sua ética e metodologia de trabalho corporizando, ele próprio, o rigor nipónico na abordagem à competição [numa altura em que marcas como a Subaru e Toyota repartiam vitórias e títulos com a sua equipa], ficando contudo eternamente circunscrito à Mitsubishi e à equipa Ralliart.



- Marcus Gronholm [2000 e 2002], não obstante as diversas épocas ao serviço da Ford em que pontificou ao mais alto nível, tem o seu percurso muito moldado pelo modelo 206 WRC da Peugeot.

- Loeb [2004, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009], por seu turno, é o produto e expoente máximo da geração tecnológica de automóveis de Ralis do Século XI, conquistando todos os seus títulos ao serviço de uma só equipa [Citroen].



Todos eles são indesmentivelmente nomes lendários nos Ralis, gravando os seus nomes a letras de ouro nos anais da disciplina.



Mas por motivos de diversa ordem, têm, como vimos, as suas carreiras e vitórias algo segmentadas no tempo ou conectadas com determinadas marcas e/ou equipas.



Juha Kankkunen tem um percurso distinto: ao piloto de Laukaa deve ser-lhe reconhecido não só o crédito de ter realizado uma longa carreira competindo no mundial de Ralis [entre 1983 e 2002] quase sempre ao serviço de equipas oficiais, mas também qualificá-lo como um dos grandes baluartes da abordagem imaculadamente profissional à competição, além de ser o exemplo perfeito da conjugação entre a ambição de ganhar e o mais apurado sentido de desportivismo.



Não se pode dizer que, de entre os pilotos finlandeses, o popular 'KKK' tenha sido um repentista como Toivonen, um criativo como Alen, ou um velocista puro como Vatanen.



Kankkunen, em contraste, era um geómetra perfeito e rigoroso, desenhando trajetórias a régua, esquadro e compasso.



Quatro títulos de campeão do mundo atestam de forma eloquente os seus méritos: são um certificado de competências ao alcance de muito poucos.



Porém, não deixa de impressionar o facto de tais triunfos terem sido conquistados ao serviço de equipas e formas de encarar a competição tão distintas como a Peugeot em 1986 [no auge dos Grupo 'B'], Lancia em 1987 e 1991 [carros de grupo 'A', mas separados por uma espaço de 4 anos onde os Ralis sofreram mutações consideráveis] e Toyota em 1993.



Boa parte do carisma de Kankkunen virá da honestidade e lisura que sempre pautaram a sua carreira, além dos indesmentíveis dotes de condução que lhe permitiram obter 23 vitórias no campeonato do mundo de Ralis, espaçadas por 14 anos de distância [Rali Safari, 1985, Toyota Celica Twincam Turbo 2WD; Rali dos 1000 Lagos, 1999, Subaru Impreza WRC 4WD].



Se outros méritos não tiver, estamos em crer que este anunciado regresso de 'KKK' traz forçosamente uma nota acrescida de credibilidade e honradez ao universo do WRC, sobretudo num tempo em que muitas das provas, sobretudo em terra e gravilha, têm sido decididas através de subterfúgios e estratagemas táticos que inquinam fortemente a imagem da disciplina.



Ninguém esperará uma façanha por parte de Juha que lhe possibilite entrar na luta pela vitória, ou mesmo até ter uma palavra a dizer na disputa pelos restantes lugares do pódio.



Porém, fica seguramente a certeza que o veterano piloto finlandês irá para os '1000 Lagos' disposto a dar o melhor de si; o resultado final refletirá com clareza aquilo que nesta altura Kankkunen poderá valer.



Quem assistiu ao 'Rali de Portugal Revival' e recordou KKK e Grist, saberá que menosprezá-lo(s) logo num dos seus palcos diletos [Juha venceu na Finlândia em 1991, 1993 e 1999] pode vir a causar sérios engulhos a muito boa gente.

Além do mais, nesta época submersa pelo obscurantismo dos cânones do politicamente correto, não deixa de ser reconfortante imaginar Kankkunen de regresso aos Parques de Assistência, saboreando pausadamente as suas tão clássicas quanto inconfundíveis cigarrilhas.

TRIBUTO A JUHA KANKKUNEN:
video

As fotos presentes neste trabalho foram colhidas em:
- http://www.enler.org/enhizli/kankkunenSSP_vi.jpg
- http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://i138.photobucket.com/ albums/q277/otoxiep/1994-JuhaKankkunen-ToyotaCelicaG-1.jpg&imgrefurl=
- http://luiscezar.blogspot.com/2008/09/ toytota-celica.html&h=445&w=800&sz=80&tbnid=-bzuS6ufFQOoaM:&tbnh= 80&tbnw=143&prev=/images%3Fq%3Djuha%2Bkankkunen%2Bphotos&hl=pt-PT&usg= __5jbgZo5H9DBGoTEseEgorseCMeg=&sa=X&ei=4J4iTKj0JpS7 jAedrvWeBQ&ved=0CCEQ9QEwBA
- http://autosport.aeiou.pt/users/0/51/2b0dd808.jpg
- http://i138.photobucket.com/albums/q277/otoxiep/1998-JuhaKankkunen-FordEscortWRC.jpg
- http://www.kispo.net/images/jkankkunen001-portugal1984.jpg
- http://galeria.forocoches.com/data/5190/1988_Kankkunen_1000_lakes_ rally_toyota_gt-four_juha_kankkunen.jpg
- http://www.ilkansivu.net/NesteRally2002/ EK_02_Valkola_026_Juha_Kankkunen_ja_Juha_Repo_ Hyundai_Accent_WRC_3.jpg
- http://images.forum-auto.com/mesimages/510700/rallyb_toyota_safari85.jpg
- http://www.mat.uc.pt/~rps/rally/p95/Kankkunen_25.jpg
- http://cdn.dipity.com/uploads/events/93b698961e2c53f2223246d4e73ac8b8.jpg
- http://farm3.static.flickr.com/2793/4042351630_732443c11d.jpg
- http://cdn.dipity.com/uploads/events/23ff1ab7e355ee59fe081105637a0aeb.jpg
- http://kiwirallyfan.smugmug.com/photos/154348343-M.jpg
- http://download.kataweb.it/mediaweb/image/brand_reptorino/2008/06/18/ 1213781093506_5-juha-kankkunen-marku-alen-e-miki-biasion.jpg
- http://www.timoheinonen.fi/images/blog_images/070805201735_tn.jpg
- http://www.google.pt/imgres?imgurl=
- http://www.coregliarally.it/_fotorally2005/autografi/JUHA%2520KANKKUNEN.jpg&imgrefurl=
- http://www.coregliarally.it/ nuova_pagina_8.htm&usg=__cgCveE7sXR8uAlM-gC7THJI7Kqk=&h=269&w=364&sz=20&hl=pt-PT&start=308&sig2=CQ73uoCFFTPPl1yH7yVtMw&um=1&itbs=1&tbnid=LdVL82k1it2EzM: &tbnh=89&tbnw=121&prev=/images%3Fq%3Djuha%2Bkankkunen%2Bphotos%26start% 3D300%26um%3D1%26hl%3Dpt-PT%26sa%3DN%26ndsp%3D20%26tbs%3Disch:1&ei=NKYiTJODDMKe_AbQ_MX4BA
- http://img249.imageshack.us/f/nz86kankkunenmb9.jpg/

Sem comentários:

Enviar um comentário