P.E.C. Nº 60: Tudo se resume, afinal, a uma questão de fé!

[ANTES]:


Estamos em plena quadra pascal, período propício à reflexão.

Imbuídos desse espírito já nos interrogámos se os Ralis não consubstanciarão eles próprios uma questão de 'devoção'.

A modalidade tem milhões de 'fiéis' em todo o mundo, unidos por uma 'crença' comum e inabalável por este desporto.

Para os adeptos não há um 'Deus': há vários.

Do volante.

Os Ralis são, portanto, vincadamente 'politeístas'.

As manifestações coletivas desta '' verificam-se nos mais variados locais, geralmente sob a forma de 'comunhão' com laivos de festa.

Se este desporto tem os seus 'mandamentos', então eles adquirem expressão máxima nas frases 'doutrinais' que qualquer navegador profere aquando das suas 'prédicas' em pleno troço.

Nesta 'religião' a 'via-sacra' dá pelo nome de classificativa.

A 'bíblia' cujos ensinamentos seguimos é conhecida por roadbook.

Seja sob um sol inclemente, um frio lancinante ou uma chuva impiedosa, não hesitamos convictamente em 'peregrinar'.

Erigimos as nossas próprias 'catedrais' e 'capelinhas', chamem-se Confurco ou Turini.

Os Ralis só são inteligíveis para quem acredita na sua 'essência superior'.

Os Ralis não curam os males do corpo, mas fazem um bem enorme à alma.

Uma 'homilia' como o Rali de Portugal equilibra emocionalmente rejuvenescendo interiormente.

A nós, como ao caro leitor, compete-nos divulgar e espalhar a 'crença' absoluta pelos Ralis.

E, claro, trazer mais 'devotos' para esta causa!

[AGORA]:


As fotos publicadas no presente trabalho, ilustram a belíssima Igreja de Moledo [coordenadas GPS: 40°49'44.43"N - 7°52'34.26"W] que, durante anos, serviu de enquadramento à classificativa de Mões, quer integrada no «Rali de Portugal», quer inserida no conjunto de troços que compuseram várias edições da saudosa «Volta a Portugal».

CLASSIFICATIVA: Mões.
PISO: Terra/gravilha.
ANOS EM QUE SE DISPUTOU [Rali de Portugal]: 1979 a 1985.

ANO: 1979.
EXTENSÃO: 15.00 kms.
VENCEDORES: Bjorn Waldegard/Hans Thorszelius.
CARRO: Ford Escort RS 1800.
TEMPO REALIZADO: 12m:37s.
MÉDIA HORÁRIA: 71.33 kms/h.

ANO: 1980.
EXTENSÃO: 15.00 kms.
VENCEDORES: Walter Rohrl/Christian Geistdorfer.
CARRO: Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 12m:51s.
MÉDIA HORÁRIA: 70.04 kms/h.

ANO: 1981.
EXTENSÃO: 11.00 kms.
VENCEDORES: Henri Toivonen/Fred Gallagher.
CARRO: Talbot Sunbeam Lotus.
TEMPO REALIZADO: 6m:45s.
MÉDIA HORÁRIA: 97.78 kms/h.

ANO: 1982.
EXTENSÃO: 11.00 kms.

- MÕES '1':
VENCEDORES: Michele Mouton/Fabrizia Pons.
CARRO: Audi Quattro.
TEMPO REALIZADO: 6m:45s.
MÉDIA HORÁRIA: 97.78 kms/h.

- MÕES '2':
VENCEDORES: Franz Wittman/Peter Diekmann.
CARRO: Audi Quattro.
TEMPO REALIZADO: 6m:56s.
MÉDIA HORÁRIA: 95.19 kms/h.

ANO: 1983.
EXTENSÃO: 11.00 kms.

- MÕES '1':
VENCEDORES: Michele Mouton/Fabrizia Pons.
CARRO: Audi Quattro A1.
TEMPO REALIZADO: 6m:40s.
MÉDIA HORÁRIA: 99.00 kms/h.

- MÕES '2':
VENCEDORES: Michele Mouton/Fabrizia Pons.
CARRO: Audi Quattro A1.
TEMPO REALIZADO: 6m:41s.
MÉDIA HORÁRIA: 98.75 kms/h.

ANO: 1984.
EXTENSÃO: 11.00 kms.

- MÕES '1':
VENCEDORES: Stig Blomqvist/Björn Cederberg.
CARRO: Audi Quattro A2.
TEMPO REALIZADO: 6m:36s.
MÉDIA HORÁRIA: 100.00 kms/h.

- MÕES '2':
VENCEDORES: Markku Alen/Ilkka Kivimäki.
CARRO: Lancia Rally 037.
TEMPO REALIZADO: 6m:40s.
MÉDIA HORÁRIA: 99.00 kms/h.

ANO: 1985.
EXTENSÃO: 11.00 kms.

- MÕES '1':
VENCEDORES: Walter Rohrl/Christian Geistdorfer.
CARRO: Audi Sport Quattro.
TEMPO REALIZADO: 6m:25s.
MÉDIA HORÁRIA: 102.86 kms/h.

- MÕES '2':
VENCEDORES: Walter Rohrl/Christian Geistdorfer.
CARRO: Audi Sport Quattro.
TEMPO REALIZADO: 6m:30s.
MÉDIA HORÁRIA: 101.54 kms/h.

NOTA:
A foto que encima o presente trabalho foi obtida em:
- http://autosport.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=as.stories/64727

Comentários