terça-feira, 26 de abril de 2011

P.E.C. Nº 61: (es)correndo em Bica...



Carlos Bica nunca foi um piloto consensual entre a comunidade de adeptos de Ralis em Portugal.

O labéu de piloto pouco espetacular foi-lhe sendo colado com o passar dos melhores anos da sua carreira, aliado à argumentação, pensamos injusta e pouco condizente com a realidade, de ‘apenas’ ter triunfado no plano nacional quando dispôs de carros mais competitivos que os seus concorrentes à época.

Menorizar o percurso desportivo de Bica com base nesta última ideia parece-nos manifestamente redutor.

Se nos cingirmos ao passado mais recente dos Ralis portugueses, ninguém ousará colocar em causa as três vitórias de Pedro Peres no Open de Ralis pelo facto da carga genética do seu Escort ser mais 'musculada' que a dos carros adversários.

Ninguém belisca, também, os três campeonatos nacionais que Bruno Magalhães averbou ao serviço da Peugeot, quando reconhecidamente o seu 207 S2000 não dispunha de concorrência à altura.

Mesmo o atual campeão nacional de Ralis, Bernardo Sousa, em 2010 só a espaços teve rivais que estivessem em condições de importunar o seu percurso triunfal rumo ao título.



Três exemplos.

Vários outros poderíamos citar.

Não deixa de ser curioso, porém, que os primeiros anos da carreira desportiva de Carlos Bica tenham deixado transparecer uma imagem em tudo diferente: eram anos, ao volante sobretudo dos Ford Escort, em que o arganilense colocava em cada troço o seu desejo de afirmação, pagando em diversas ocasiões essa ousadia com saídas de estrada.

Gatinhar.

Tropeçar.

Cair.

Levantar.



Como praticamente todos os grandes pilotos de Ralis, Bica ia aprendendo a encontrar o seu próprio equilíbrio enquanto piloto, com normalíssimos revezes de premeio.

A experiência adquirida e o seu crescimento competitivo ter-lhe-ão naturalmente moldado a têmpera.

A certa altura da sua carreira o piloto [agora] da Lancia terá sido confrontado com opções e com a necessidade de enriquecer o seu palmarés com títulos e vitórias capazes de lhe reservar o lugar na história.

Vale a pena recordar que o conceito de Ralis há 20 ou 30 anos era totalmente distinto do atual.

Eram tempos em que entre o piloto e cronómetro se interpunha uma barreira muitas vezes inflexível chamada fiabilidade.

No centro das preocupações estava invariavelmente, a par da necessidade de rapidez, uma apurada noção de poupança mecânica.



Se comparados com os de hoje, os carros da época possuíam reduzidos padrões de qualidade de construção.

A durabilidade do material era diminuta e estava no cerne das preocupações de cada equipa à partida para um Rali.

As provas eram muito extensas e com grande frequência os componentes mecânicos cediam.

Nos Ralis em terra não havia o ‘lifting’ prévio que hoje se verifica com frequência, com saibro e cilindro para aligeirar o piso.

No léxico dos concorrentes a palavra ‘demolidor’ estava muitas vezes presente e era profundamente respeitada.



Mesmo as ligações, extensas, eram em grande parte feitas nas estradas sinuosas, esburacadas e com piso irregular que faziam o país real dos anos oitenta.

Carlos Bica foi percecionando a necessidade de estar nos Ralis balizado por todas estas variáveis.

Na altura, como agora, andar permanentemente ‘a todo o gás’ era a espécie de ravina onde por norma capotavam todas as ambições de vitória.

O grande trunfo de Carlos Bica [além do talento e da paixão enorme que sempre reservou à competição automóvel] para a construção do seu palmarés [4 títulos absolutos, 19 vitórias, 53 pódios] que, aliás, o guindou a recordista de vitórias em campeonatos nacionais de Ralis [posteriormente viria a ser igualdado nesse feito por Joaquim Santos e Armindo Araújo] não terá sido porventura os saudosos Lancia Delta que durante várias épocas exibiu nas classificativas portuguesas.

A mais-valia do seu currículo desportivo terá cristalizado a certa altura na mais imbatível das viaturas que fazem Ralis: a ‘maturidade 4WD’.


AS FOTOS QUE ENQUADRAM O PRESENTE TRABALHO FORAM OBTIDAS EM:
- http://www.facebook.com/home.php#!/photo.php?fbid=183526418334434&set=t.100000673982231&type=1&theater
- http://www.facebook.com/home.php#!/photo.php?fbid=1604528832875&set=t.100000673982231&type=1&theater
- http://www.facebook.com/home.php#!/photo.php?fbid=176963315663969&set=t.100000673982231&type=1&theater
- http://www.facebook.com/home.php#!/photo.php?fbid=182065138492618&set=a.182065135
159285.41462.100000673982231&type=1&theater
- http://www.facebook.com/home.php#!/photo.php?fbid=182073298491802&set=a.
182065135159285.41462.100000673982231&type=1&theater  

Sem comentários:

Enviar um comentário