sábado, 19 de novembro de 2011

P.E.C. Nº 113: O jogo de contrastes entre ruralidade e tecnologia

Rali de Portugal - a festa popular -

A fotografia que em cima publicamos retrata a aproximação entre mundos distintos, personificando em simultâneo algumas dicotomias.

O silêncio bucólico: o ruído frenético.

A quietude: o bulício.

Pulverizar recordes: pulverizar sementeiras.

Tração animal para lavrar a terra: tração mecânica para (es)cavar trilhos da classificativa.

Em suma: a ruralidade na sua pureza mais fascinante e a tecnologia na sua aceção de maior expressividade.

Em outubro de 2008, a propósito da interação entre o Rali de Portugal e o interior do país, escrevemos no fórum online da revista Autosport:

«Se há imagens que valem por mil palavras, a foto que ilustra o presente tópico diz tudo acerca do simbolismo que o Rali de Portugal tinha (e ainda tem, porventura em menor escala), numa espécie de 'osmose' entre os diversos Portugais de há 25/30 anos. 

Vale a pena recordar como era o nosso país na altura. 

A profusão de auto-estradas que hoje temos era à época uma miragem, as acessibilidades ao interior do país eram escassas e de paupérrima qualidade na esmagadora maioria das situações. 

GPS, telemóveis ou internet eram sonhos. 

Penso, por isso, que o Rali de Portugal era acima de tudo uma manifestação de aculturação entre uma certa 'tribo' (na melhor acepção da palavra) urbana, proveniente do litoral, que começava a beber algumas influências que sopravam da Europa evoluída e, em manifesto contraponto, um país rural e isolado com reminiscências do período do 'estado novo' naquilo que se convencionou chamar 'Portugal profundo'. 

Abordada a questão sob um prisma sociológico, parece-me claro que o Rali de Portugal durante décadas constituiu uma lufada de ar fresco para as populações do interior, sobretudo porque era por si mesmo uma forma privilegiada de trazer calor humano a paragens tão isoladas, tão carecidas de gente, de afectos, de rostos. 

Além de toda a espectacularidade e emoção do 'melhor Rali do mundo', há todo um outro legado, não negligenciável, que a 'nossa' prova também teve em de certa forma estabelecer pontes de contacto entre os portugueses e promover um intercâmbio de culturas no nosso país. 

É muito! 

Aliás, creio que é muitíssimo! 

O Rali de Portugal, portanto, também foi um factor privilegiado de cultura e de conhecimento». 

Volvidos três anos fomos à procura deste lugar que a foto reproduz, tentando vivenciar as ideias que já explanamos ao longo desta «P.E.C.». 

Estivemos na povoação chamada [passe a repetição]… Povoação


O troço que passava na pequena aldeia é a expressão de uma lenda contada ao mundo em duas palavras: Fafe, Lameirinha

Os «Ti Maneis» e «Ti Marias», que há 27 anos emprestaram uma beleza ímpar às fotos do Rali de Portugal, provavelmente já não se encontram neste mundo e não podem testemunhar de viva voz as suas memórias da prova.


Vão se calhar seguir o próximo «Fafe World Rally Sprint 2012» num plano vertical lá muito, muito do alto, bem acima dos topos das Serras de Fafe.

É no Rali de Portugal e no Norte, mas onde? -

AS FOTOS PUBLICADAS NO PRESENTE TRABALHO FORAM OBTIDAS EM:
- http://autosport.aeiou.pt/gen.pl?mode=thread&fokey=as.stories/63931&va=394585&p=stories&op=view#394585
- http://autosport.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=as.stories/60717

Nota: aldeia de Povoação, freguesia de São Gens, concelho de Fafe [coordenadas GPS41°27'11.28"N - 8° 5'9.32"W]. 

2 comentários:

  1. Olá amigo!

    Gostei muito das imagens deste post e de suas palavras.
    Tanto que as utilizei (imagens e trechos do texto) em meu blog (http://gasparovmotorsport.wordpress.com), com os devidos créditos, é claro.
    O post deve ser publicado na manhã do dia 12.

    Tenho a intenção de voltar à este espaço, pois muito me interesso por assuntos internacionais do automobilismo (que fogem à F1) e já estou seguindo-lhe pelo Bloguer.

    Ah, tomei a liberdade de colocar seu link em meu blog.

    Um forte abraço!

    Rodolfo Gaspar
    dolfogaspar@gmail.com
    http://gasparovmotorsport.wordpress.com/

    ResponderEliminar
  2. Caro Rodolfo!

    Ficámos extremamente sensibilizados com as suas elogiosas palavras, ainda para mais vindas do país irmão do lado de lá do Atlântico. Esperamos continuar a merecer as suas visitas e já espreitámos o seu blogue que reputamos de enorme qualidade.

    Muito obrigado

    Abraço

    ResponderEliminar