P.E.C. Nº 167: Rali de Portugal, 1980


Dedicámos anteriormente algumas linhas à 14.ª edição do Rali de Portugal, disputada em 1980. 

Na P.E.C. Nº 74 deste blogue recordámos, naquele ano, a nebulosa manhã de março em que Walter Rohrl protagonizou em plena serra do Açor um dos mais formidáveis episódios de superação na história da modalidade

A forma como o alemão conduziu, de memória, naquelas condições, como que se teletransportando diretamente (a si e a Christian Geistdorfer) de Vale de Maceira até Folques, tem algo de transcendente. 

Faz parte daqueles momentos para os quais não há explicações que a razão sustente. 

Em 1980 o nosso país entrava na 'primária' da democracia. 

Com seis anos de liberdade (feitos, claro está, de avanços e recuos, de aprendizagem e de erros) à exceção de Lisboa e Porto a matriz rural ainda predominava. 

A interioridade fazia-se sentir. 

Não, como hoje, no plano da desertificação, mas com os condicionalismos que à época o isolamento impunha. 

De Bragança a Lisboa eram as tais (com boa vontade…) «9 horas de distância», feitas de estradas sinuosas e piso esburacado, invariavelmente mal sinalizadas, a recomendar redobrada atenção e paciência a quem se atrevia a conduzir por esse Portugal fora. 

Nessa medida, o país era uma espécie de metáfora de um imenso troço de Ralis. 

Num contexto viário anacrónico, as regiões do interior estavam votadas a um certo destino fatalista, vincadamente pobre, agarrado ao luto, à lamparina e ao braseiro, onde as notícias não chegavam e pessoas diferentes ainda menos. 

Com duas exceções: a Volta a Portugal em Bicicleta e o Rali de Portugal

Uma vez por ano, estes dois acontecimentos tinham o condão de levar movimento e gente a paragens como as Beiras, Minho ou Trás-os-Montes

Eram fatores de aproximação entre os dois Portugais que já ao tempo existiam, atenuando um problema (a interioridade) que desde a 'primária' da democracia até à 'universidade' da União Europeia nunca soubemos (nem quisemos) obviar. 

O Rali de Portugal levava carros velozes a lugares onde a noção de movimento se cingia à velocidade do boi a puxar o arado

Levava uma movida noturna a aldeias que existiam apenas do trabalho de sol-a-sol

O frio, os silêncios e os medos que a noite trazia consigo naquelas paragens, davam lugar, por alturas de março, a um corpo algo ritualista de luzes, gritos e barulho de motores. 

Desses antagonismos emergiu grande parte da magia do Rali de Portugal, legado que o passar do tempo reforçou. 

Em 1980 o Rali de Portugal disputava-se, entre classificativas e ligações, ao longo de dois mil e quinhentos extensos quilómetros. 

Na luta contra o cronómetro deparavam-se aos concorrentes quase setecentos quilómetros, disseminados por quarenta e sete provas especiais de classificação. 

A prova ia da cosmopolita Sintra até ao Alto Minho, passava pelo Marão agreste, visitava as profundezas de Trás-os-Montes e as vistas paradisíacas do Douro Vinhateiro (o néctar divino emprestava o seu nome à prova na qualidade de patrocinador), baixava a Viseu, e no meio de tudo isto fazia até um pouco de praia em locais como a Figueira da Foz ou São Pedro de Moel

E no jogo das suas referências incontornáveis, o Rali não deixava, claro está, de recomendar a segurança de uma aposta tripla entre Sintra, Fafe e Arganil

A lista de inscritos contemplava todos os principais nomes da modalidade da altura. 

Assemelhava-se em tudo a uma verdadeira cimeira de líderes, tamanho o magnetismo e admiração que aqueles homens (e mulheres) suscitavam nos aficionados portugueses.

Todos estes condimentos faziam do Rali de Portugal uma prova diferente das demais que integravam o campeonato do mundo. 

Diferente pela rendição incondicional (mas sempre cheia de autenticidade) dos adeptos. 

Diferente pela diversidade das classificativas, do cetim de Fafe ao amontoado de remendos da Cabreira

Diferente pelas gentes fraternas deste Portugal. 

Diferente pela dureza da prova que, na sua 14.ª edição a que agora nos reportamos, viu pouco mais de dezena e meia de participantes conseguir concluí-la. 

O Rali de Portugal era diferente dos outros. 

Para melhor. 

Em rigor, aliás, era ‘o’ melhor. 

O melhor do mundo!

E em 1980, assuma-se, mais nada nem ninguém neste país conseguia tamanha distinção e reconhecimento à escala planetária...

 RALI DE PORTUGAL | 1980 

 1) Informação e curiosidades: 

Designação oficial: Rallye de Portugal Vinho do Porto.
Edição da prova: 14.ª.
Data: 4 a 9 de março de 1980.
Piso: Gravilha e asfalto.
Número total de classificativas: 47.
Classificativa mais curta: Lagoa Azul (5,00 kms).
Classificativa mais extensa: Arganil (42,00 kms).
Classificativa mais lenta: São Lourenço '1' (média: 62,67 kms/h).
Classificativa mais rápida: Vila Real (média: 132,52 kms/h).
Número de inscritos: 121.
Número de concorrentes à partida: 101.
Número de concorrentes à chegada: 16 (15,84% dos concorrentes que iniciaram o Rali).
Distância total da prova: 2.641,40 kms.
Distância total dos percursos de ligação: 1.967,90 kms.
Distância total das classificativas do Rali: 673,50 kms.

 2) Número de vitórias em classificativas: 


- Walter Rohrl Christian Geistdorfer [Fiat 131 Abarth]: 16.
- Markku Alén Ilkka Kivimaki [Fiat 131 Abarth]: 14.
- Bernard Darniche Alain Mahe [Lancia Stratos HF]: 6.
- Ari Vatanen / David Richards [Ford Escort RS]: 6.
- Ove Andersson / Henry Liddon [Toyota Celica]: 2.
- Henri Toivonen / Antero Lindqvist [Talbot Sunbeam]: 2.
- Guy Fréquelin / Jean Todt [Talbot Sunbeam]: 1
- Anders Kullang / Bruno Berglund [Opel Ascona 400]: 1.

 3) Esquema da prova: 

 1.ª ETAPA: 
|  Extensão total cronometrada: 170,00 kms  |

Dataquarta feira, 5 de março de 1980.


 09:15  SS1  Lagoa Azul 1  5.00 km  
 09:28  SS2  Peninha 1  6.50 km  
 12:00  SS3  Lagoa Azul 2  5.00 km  
 12:13  SS4  Peninha 2  6.50 km  
 14:20  SS5  Montejunto  8.00 km  
 16:05  SS6  Sao Pedro de Moel  7.50 km  
 20:15  SS7  Figueira da Foz  9.00 km  
 21:41  SS8  Relvas - Lousa 1  23.00 km  
 22:20  SS9  Candosa 1  6.50 km  
 23:03  SS10  Bucaco 1  14.50 km  

Data: sexta feira, 6 de março de 1980.

 00:46  SS11  Relvas - Lousa 2      23.00 km  
 01:25  SS12  Candosa 2  6.50 km  
 02:08  SS13  Bucaco 2  14.50 km  
 03:27  SS14  Prestimo  10.00 km  
 04:49  SS15  Freita  24.50 km  

 2.ª ETAPA: 
|  Extensão total cronometrada: 137,00 kms  |


 17:19  SS16  Ponte de Lima 1       22.00 km  
 18:22  SS17  Portela 1  8.00 km  
 18:40  SS18  Sao Lourenco 1  27.00 km  
 19:27  SS19  Orbacem 1  11.50 km  
 20:57  SS20  Ponte de Lima 2  22.00 km  
 22:00  SS21  Portela 2  8.00 km  
 22:18  SS22  Sao Lourenco 2  27.00 km  
 23:05  SS23  Orbacem 2  11.50 km  

 3.ª ETAPA: 
|  Extensão total cronometrada: 300,50 kms  |


Data: sexta feira, 7 de março de 1980.


 11:03  SS24  Fafe       8.00 km  
 11:26  SS25  Cabreira  26.50 km  
 12:39  SS26  Senhora da Graca  40.00 km  
 13:32  SS27  Marao  36.00 km  
 15:00  SS28  Vila Real  6.00 km  
 15:35  SS29  Vinho do Porto  7.00 km  
 16:54  SS30  Lamego  17.50 km  
 17:54  SS31  Moes  15.00 km  
 18:24  SS32  Viseu  26.50 km  
 22:58  SS33  Arganil 1  42.00 km  

Data: sábado, 8 de março de 1980.


 00:09  SS34  Candosa 3                  6.50 km  
 00:48  SS35  Lousa 1  10.50 km  
 02:24  SS36  Arganil 2  42.00 km  
 03:35  SS37  Candosa 4  6.50 km  
 04:14  SS38  Lousa 2  10.50 km  

4.ª ETAPA: 
|  Extensão total cronometrada: 66,00 kms  |


 21:15  SS39  Lagoa Azul 3              5.00 km  
 21:28  SS40  Peninha 3  6.50 km  
 21:46  SS41  Sintra  10.50 km  
 23:09  SS42  Lagoa Azul 4  5.00 km  
 23:22  SS43  Peninha 4  6.50 km  
 23:40  SS44  Sintra 2  10.50 km  

Data: domingo, 9 de março de 1980.


 01:03  SS45  Lagoa Azul 5              5.00 km  
 01:16  SS46  Peninha 5  6.50 km  
 01:34  SS47  Sintra 3  10.50 km  

 4) Classificação final:


1.º - Rohrl / Geistdorfer [Fiat 131 Abarth]: 8h:45m:35s, à média horária de 76,87 kms/h.
2.º - Alén / Kivimaki [Fiat 131 Abarth]: + 14m:19s.
3.º - Fréquelin / Todt [Talbot Sunbeam]: + 30m:29s [vencedor no Grupo '2'].
4.º - Waldegaard / Thorszelius [Mercedes Benz 450 SLC 5.0]: + 43m:47s.
5.º - Carlsson / Billstam [Mercedes Benz 450 SLC 5.0]: + 54m:47s.
6.º - Andersson / Liddon [Toyota Celica]: +1h:09m:16s.
7.º - Torres / Morais  [Ford Escort RS 2000]: + 1h:22m:38s [vencedor no Grupo '1'].
8.º - Recalde / Moyano [Ford Escort RS 1800]: + 2h:04m:04s.
9.º - 'Ray' / Gandolfo [Ford Escort RS 1800]: + 2h:23m:47s.
10.º - Stawowiak / Zyszkowski [FSO Polonez]: + 2h:29m:59s.
11.º - PêQuêPê / Jonet  [Opel Kadett GT/E]: + 3h:16m:37s.
12.º - Simões / Alves [Opel Kadett GT/E]: + 3h:35m:47s.
13.º - Rolo / Barreiros [Ford Escort RS 2000]: + 3h:38m:52s.
14.º - Cunha / Resende [Datsun 1200]: 3h:50m:02s.
15.º - Barros / Pereira [Opel Ascona]: 4h:35m:35s.
16.º - Ortigão / Bessa [Datsun 1200]: 4h:55m:09s.

 5) Infografias: 

 ARGANIL: 

 BUÇACO: 

 CABREIRA: 

 CANDOSA: 
Nota: No Rali de Portugal, em 1980, foram feitas quatro passagens pela classificativa da Candosa. As duas primeiras, integradas na 1.ª etapa da prova, realizaram-se no sentido Estrada Nacional n.º 342 >>> Candosa/Vila Nova do Ceira. As restantes, integradas na 3.ª etapa do Rali, disputaram-se no sentido inverso.

 FAFE: 
 FIGUEIRA DA FOZ: 

 FREITA: 

 LAGOA AZUL: 

 LAMEGO: 

 LOUSÃ: 

 MARÃO: 

 MÕES: 

 MONTEJUNTO: 

 ORBACÉM: 

 PENINHA: 

 PONTE DE LIMA: 

 PORTELA: 

 PRÉSTIMO: 

 RELVAS/LOUSÃ: 

 SÃO LOURENÇO: 

 SÃO PEDRO DE MOEL: 

 SENHORA DA GRAÇA: 

 SINTRA: 

 VILA REAL: 

 VINHO DO PORTO: 

 VISEU: 



 6) Os vencedores das classificativas: 


CLASSIFICATIVA: Lagoa Azul 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Bernard Darniche.
- Navegador(es): Alain Mahe.
CARRO(S): Lancia Stratos HF.
TEMPO REALIZADO: 2m:23s.
MÉDIA HORÁRIA: 125,87 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Peninha 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Bernard Darniche.
- Navegador(es): Alain Mahe.
CARRO(S): Lancia Stratos HF.
TEMPO REALIZADO: 3m:54s.
MÉDIA HORÁRIA: 100,00 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Lagoa Azul 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Bernard Darniche e Anders Kullang [ex-áqueo].
- Navegador(es): Alain Mahe e Bruno Berglund.
CARRO(S): Lancia Stratos HF e Opel Ascona 400.
TEMPO REALIZADO: 2m:20s.
MÉDIA HORÁRIA: 128,57 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Peninha 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Bernard Darniche.
- Navegador(es): Alain Mahe.
CARRO(S): Lancia Stratos HF.
TEMPO REALIZADO: 3m:50s.
MÉDIA HORÁRIA: 101,74 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Montejunto.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 4m:54s.
MÉDIA HORÁRIA: 97,96 kms/h.

CLASSIFICATIVA: São Pedro de Moel.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Bernard Darniche.
- Navegador(es): Alain Mahe.
CARRO(S): Lancia Stratos HF.
TEMPO REALIZADO: 3m:32s.
MÉDIA HORÁRIA: 127,36 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Figueira da Foz.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Bernard Darniche.
- Navegador(es): Alain Mahe.
CARRO(S): Lancia Stratos HF.
TEMPO REALIZADO: 4m:40s.
MÉDIA HORÁRIA: 115,71 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Relvas/Lousã 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): IIkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 17m:51s.
MÉDIA HORÁRIA: 77,31 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Candosa 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Ari Vatanen.
- Navegador(es): David Richards.
CARRO(S): Ford Escort RS.
TEMPO REALIZADO: 5m:05s.
MÉDIA HORÁRIA: 76,72 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Buçaco 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Ari Vatanen.
- Navegador(es): David Richards.
CARRO(S): Ford Escort RS.
TEMPO REALIZADO: 10m:07s.
MÉDIA HORÁRIA: 86,00 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Relvas/Lousã 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Ari Vatanen.
- Navegador(es): David Richards.
CARRO(S): Ford Escort RS.
TEMPO REALIZADO: 19m:17s.
MÉDIA HORÁRIA: 71,56 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Candosa 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Ari Vatanen.
- Navegador(es): David Richards.
CARRO(S): Ford Escort RS.
TEMPO REALIZADO: 5m:14s.
MÉDIA HORÁRIA: 74,52 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Buçaco 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Ari Vatanen.
- Navegador(es): David Richards.
CARRO(S): Ford Escort RS.
TEMPO REALIZADO: 10m:38s.
MÉDIA HORÁRIA: 81,82 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Préstimo.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Ari Vatanen.
- Navegador(es): David Richards.
CARRO(S): Ford Escort RS.
TEMPO REALIZADO: 9m:00s.
MÉDIA HORÁRIA: 66,67 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Freita.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 19m:20s.
MÉDIA HORÁRIA: 76,03 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Ponte de Lima 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 17m:45s.
MÉDIA HORÁRIA: 74,37 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Portela 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 6m:44s.
MÉDIA HORÁRIA: 71,29 kms/h.

CLASSIFICATIVA: São Lourenço 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 25m:51s.
MÉDIA HORÁRIA: 62,67 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Orbacém 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 8m:26s.
MÉDIA HORÁRIA: 81,82 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Ponte de Lima 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 19m:02s.
MÉDIA HORÁRIA: 69,35 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Portela 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Henri Toivonen.
- Navegador(es): Antero Lindqvist.
CARRO(S): Talbot Sunbeam.
TEMPO REALIZADO: 6m:34s.
MÉDIA HORÁRIA: 73,10 kms/h.

CLASSIFICATIVA: São Lourenço 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Henri Toivonen.
- Navegador(es): Antero Lindqvist.
CARRO(S): Talbot Sunbeam.
TEMPO REALIZADO: 25m:49s.
MÉDIA HORÁRIA: 62,75 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Orbacém 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 8m:24s.
MÉDIA HORÁRIA: 82,14 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Fafe.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 6m:20s.
MÉDIA HORÁRIA: 75,79 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Cabreira.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 20m:36s.
MÉDIA HORÁRIA: 77,18 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Senhora da Graça.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 32m:50s.
MÉDIA HORÁRIA: 73,10 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Marão.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 28m:38s.
MÉDIA HORÁRIA: 75,44 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Vila Real.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 2m:43s.
MÉDIA HORÁRIA: 132,52 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Vinho do Porto.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 4m:59s.
MÉDIA HORÁRIA: 84,28 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Lamego.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 11m:19s.
MÉDIA HORÁRIA: 91,79 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Mões.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 12m:51s.
MÉDIA HORÁRIA: 70,04 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Viseu.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 18m:31s.
MÉDIA HORÁRIA: 85,87 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Arganil 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 35m:14s.
MÉDIA HORÁRIA: 71,52 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Candosa 3.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Ove Andersson.
- Navegador(es): Henry Liddon.
CARRO(S): Toyota Celica.
TEMPO REALIZADO: 5m:56s.
MÉDIA HORÁRIA: 65,73 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Lousã 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 8m:48s.
MÉDIA HORÁRIA: 71,59 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Arganil 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 33m:13s.
MÉDIA HORÁRIA: 75,87 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Candosa 4.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Ove Andersson.
- Navegador(es): Henry Liddon.
CARRO(S): Toyota Celica.
TEMPO REALIZADO: 6m:08s.
MÉDIA HORÁRIA: 63,59 kms/h.

CLASSIFICATIVALousã 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 8m:50s.
MÉDIA HORÁRIA: 71,32 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Lagoa Azul 3.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 2m:34s.
MÉDIA HORÁRIA: 116,88 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Peninha 3.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 4m:14s.
MÉDIA HORÁRIA: 92,13 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Sintra 1.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 7m:22s.
MÉDIA HORÁRIA: 85,52 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Lagoa Azul 4.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 2m:35s.
MÉDIA HORÁRIA: 116,13 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Peninha 4.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Markku Alén.
- Navegador(es): Ilkka Kivimaki.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 4m:13s.
MÉDIA HORÁRIA: 92,49 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Sintra 2.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Guy Fréquelin.
- Navegador(es): Jean Todt.
CARRO(S): Talbot Sunbeam.
TEMPO REALIZADO: 7m:27s.
MÉDIA HORÁRIA: 84,56 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Lagoa Azul 5.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 2m:38s.
MÉDIA HORÁRIA: 113,92 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Peninha 5.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 4m:11s.
MÉDIA HORÁRIA: 93,23 kms/h.

CLASSIFICATIVA: Sintra 3.
VENCEDORES:
- Piloto(s): Walter Rohrl.
- Navegador(es): Christian Geistdorfer.
CARRO(S): Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO: 7m:12s.
MÉDIA HORÁRIA: 87,50 kms/h.

Nota: Na execução do presente do trabalho foi decisivo o contributo do nosso colega e amigo João Costa, designadamente na identificação dos trajetos e desenho das classificativas. O agradecimento ao seu empenho e disponibilidade é um crédito que, por imperativo de justiça, não podemos de forma alguma deixar passar em branco.

A FOTO EXIBIDA NO PRESENTE TRABALHO FOI OBTIDA EM:
- http://carrospilotos.blogspot.pt/2012/05/o-tr7-um-coupe-nos-rallys-uma.html

Comentários

  1. Muito obrigado caro Wildslot. Foi trabalhosa a execução deste trabalho, mas deveras gratificante.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário