segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

P.E.C. Nº 176: Buçaco


Até ao início dos anos oitenta, a Serra do Buçaco assumiu relevância considerável no contexto do Rali de Portugal. 

A classificativa em gravilha que integrou a prova até à sua décima quarta edição, levada para a estrada em 1980 (relativamente ao Rali de Portugal desse ano, vide P.E.C. Nº 167 deste blogue), deu lugar nos dois anos seguintes a um troço em asfalto, menos extenso, fruto de um processo de repavimentação que modificou para sempre o piso de grande parte da anterior especial em terra. 

A importância do Buçaco não se esgota, porém, no facto de ter sido uma zona emblemática dentro dos locais onde ao tempo se disputou o melhor Rali do mundo. 

Além de em diversas ocasiões ter também servido de classificativa a Ralis nacionais, não podemos esquecer que um bom par de vezes funcionou como base para sessões de testes das equipas oficiais do campeonato do mundo, facto a que não serão alheios dois chamarizes de eleição: o Palace Hotel do Buçaco com o seu charme inebriante, e a vizinha Mealhada, ali a pouco mais de meia-dúzia de quilómetros, capital de iguarias únicas em todo o mundo capazes de fazer as delícias de pilotos (na altura em que não tinham de ser superatletas e se permitiam, quase desregradamente, dar asas às prevaricações da gula), técnicos, mecânicos e diretores de equipa. 

Enquanto troço o Buçaco caracteriza-se por ser rápido, ziguezagueante, e com uma cadência constante, não tendo retas pronunciadas nem ganchos apertados. 

Embora da sua infografia não o transpareça, poucos são os momentos de descanso que se permitia oferecer aos concorrentes, tantas são as sequências de curvas e contracurvas. 

Chama-se a isso um troço «técnico», a exigir atenção cuidada na saída de uma curva como forma de bem preparar a entrada na seguinte. 

A especial do Buçaco, que se afirmou ao longo dos anos pelo muito público que ali acorria (em função da sua localização e fácil acesso), inspirou-se muito naquilo que poderíamos denominar de uma certa vocação boémia coimbrã (cidade que lhe está próxima), invariavelmente disputando-se no final da noite ou pelas primeiras horas da madrugada. 

Quem sabe até se a Coimbra dos encantos e dos amores, tantas vezes escrita e cantada, não teria emanação ali pelas Matas do Buçaco, transbordantes de romance e segredos. 

Deambulámos recentemente pelas paragens em apreço. 

Colhemos uma série de fotos e filmes no local. 

Desse conjunto de imagens, aproveitamos agora para publicar o relato visual da totalidade dos onze quilómetros e quinhentos metros da especial em asfalto, publicamos informação relativa aos anos em que o Buçaco integrou o conjunto das classificativas do Rali de Portugal (registos apenas a partir de 1973, edição em que a prova passou a integrar o calendário do campeonato do mundo), sem deixar de partilhar com os nossos visitantes a infografia do troço, discriminando-se, a verde, o início das versões em asfalto (junto à povoação de Espinheira) e gravilha (nas imediações de Casal de Santo Amaro e Vale de Lagar), com a junção de ambas as versões a realizar-se no cruzamento (a ele voltaremos em breve neste blogue) que aparece aos dois minutos e vinte e cinco segundos do vídeo que segue.

Notas:

- Na obtenção do filme que publicamos nesta «P.E.C.», foi uma vez mais decisivo o contributo de David Matos. O agradecimento, por justificado e merecido, aqui fica.

- No link indicado no final do presente trabalho, estão contidas uma série de narrativas particularmente interessantes acerca das aventuras e desventuras do Buçaco enquanto local preferencial, no passado, para a realização de sessões de testes relativamente a Ralis.




Visualizar BUÇACO em um mapa maior


 1 9 7 3 

DESIGNAÇÃO: Buçaco '1'.
DATA: 16 de março.
HORÁRIO: 18h:07m.
PISO: Gravilha.
EXTENSÃO: 14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
- Piloto(s): Bernard Darniche.
- Navegador(es): Alain Mahe.
CARRO(S): Renault Alpine A110 1800.
TEMPO REALIZADO: 10m:36s.
MÉDIA HORÁRIA: 82,08 kms/h.

DESIGNAÇÃOBuçaco '2'.
DATA18 de março.
HORÁRIO2h:39m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Jean-Luc Therier.
Navegador(es)Jacques Jaubert.
CARRO(S)Renault Alpine A110 1800.
TEMPO REALIZADO11m:16s.
MÉDIA HORÁRIA77,22 kms/h.

 1 9 7 4 

DESIGNAÇÃOBuçaco '1'.
DATA21 de março.
HORÁRIO6h:13m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Raffaele Pinto e Alcide Paganelli.
Navegador(es)Arnaldo Bernacchini e Ninni Russo.
CARRO(S)Fiat 124 Abarth Spider.
TEMPO REALIZADO10m:52s.
MÉDIA HORÁRIA80,06 kms/h.

DESIGNAÇÃOBuçaco '2'.
DATA23 de março.
HORÁRIO4h:48m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Raffaele Pinto e Alcide Paganelli.
Navegador(es)Arnaldo Bernacchini e Ninni Russo.
CARRO(S)Fiat 124 Abarth Spider.
TEMPO REALIZADO11m:25s.
MÉDIA HORÁRIA76,20 kms/h.

 1 9 7 5 

DESIGNAÇÃOBuçaco.
DATA20 de julho.
HORÁRIO2h:41m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Markku Alén e Ove Andersson.
Navegador(es)Ilkka Kivimaki e Arne Hertz.
CARRO(S)Fiat 124 Abarth Spider e Toyota Corolla.
TEMPO REALIZADO11m:07s.
MÉDIA HORÁRIA78,26 kms/h.

 1 9 7 6 

DESIGNAÇÃOBuçaco.
DATA11 de março.
HORÁRIO16h:37m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Raffaele Pinto.
Navegador(es)Arnaldo Bernacchini.
CARRO(S)Lancia Stratos HF.
TEMPO REALIZADO10m:22s.
MÉDIA HORÁRIA83,92 kms/h.

 1 9 7 7 

DESIGNAÇÃOBuçaco.
DATA3 de março.
HORÁRIO0h:33m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Ari Vatanen.
Navegador(es)Peter Bryant.
CARRO(S)Ford Escort RS 1800.
TEMPO REALIZADO10m:38s.
MÉDIA HORÁRIA81,82 kms/h.

 1 9 7 8 

DESIGNAÇÃOBuçaco.
DATA20 de março.
HORÁRIO1h:33m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Walter Rohrl.
Navegador(es)Christian Geistdorfer.
CARRO(S)Fiat 131 Abarth.
TEMPO REALIZADO10m:20s.
MÉDIA HORÁRIA84,19 kms/h.

 1 9 8 0 

DESIGNAÇÃOBuçaco '1'.
DATA5 de março.
HORÁRIO23h:03m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Ari Vatanen.
Navegador(es)David Richards.
CARRO(S)Ford Escort RS.
TEMPO REALIZADO10m:07s.
MÉDIA HORÁRIA86,00 kms/h.

DESIGNAÇÃOBuçaco '2'.
DATA6 de março.
HORÁRIO2h:08m.
PISOGravilha.
EXTENSÃO14,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Ari Vatanen.
Navegador(es)David Richards.
CARRO(S)Ford Escort RS.
TEMPO REALIZADO10m:38s.
MÉDIA HORÁRIA81,82 kms/h.

 1 9 8 1 

DESIGNAÇÃOBuçaco '1'.
DATA4 de março.
HORÁRIO23h:23m.
PISOAsfalto.
EXTENSÃO11,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Hannu Mikkola.
Navegador(es)Arne Hertz.
CARRO(S)Audi Quattro.
TEMPO REALIZADO7m:15s.
MÉDIA HORÁRIA95,17 kms/h.

DESIGNAÇÃOBuçaco '2'.
DATA5 de março.
HORÁRIO2h:33m.
PISOAsfalto.
EXTENSÃO11,50 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Hannu Mikkola.
Navegador(es)Arne Hertz.
CARRO(S)Audi Quattro.
TEMPO REALIZADO7m:22s.
MÉDIA HORÁRIA93,67 kms/h.

 1 9 8 2 

DESIGNAÇÃOBuçaco '1'.
DATA4 de março.
HORÁRIO5h:25m.
PISOAsfalto.
EXTENSÃO11,44 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Michèle Mouton.
Navegador(es)Fabrizia Pons.
CARRO(S)Audi Quattro.
TEMPO REALIZADO7m:36s.
MÉDIA HORÁRIA90,32 kms/h.

DESIGNAÇÃOBuçaco '2'.
DATA4 de março.
HORÁRIO9h:50m.
PISOAsfalto.
EXTENSÃO11,44 quilómetros.
VENCEDOR(ES):
Piloto(s)Michèle Mouton.
Navegador(es)Fabrizia Pons.
CARRO(S)Audi Quattro.
TEMPO REALIZADO7m:20s.
MÉDIA HORÁRIA93,60 kms/h.

A FOTO QUE ABRE O PRESENTE TRABALHO FOI OBTIDA EM:
- http://www.fiatistas.com/forum/index.php?topic=16576.0

4 comentários:

  1. Tenho uma dúvida:
    No ano de 1 9 7 4 os vencedores de ambas as Pec's são os mesmos 2 pilotos ex-aequo?
    É muita coincidência. É mesmo assim ou algo me escapa?

    DESIGNAÇÃO: Buçaco '1'.

    VENCEDOR(ES):

    - Piloto(s): Raffaele Pinto e Alcide Paganelli.

    - Navegador(es): Arnaldo Bernacchini e Ninni Russo.

    CARRO(S): Fiat 124 Abarth Spider.

    TEMPO REALIZADO: 10m:52s.


    DESIGNAÇÃO: Buçaco '2'.

    VENCEDOR(ES):

    - Piloto(s): Raffaele Pinto e Alcide Paganelli.

    - Navegador(es): Arnaldo Bernacchini e Ninni Russo.

    CARRO(S): Fiat 124 Abarth Spider.

    TEMPO REALIZADO: 11m:25s.

    ResponderEliminar
  2. Caro Carlos! A sua interrogação é legítima. Nós próprios, aquando do processo de recolha de informação para executar este trabalho, tivemos de olhar duas ou três vezes para verificar se haveria lapso. Não há. É uma coincidência extraordinária, mas de facto, de acordo com o que pesquisámos, ambos os pilotos em causa fizeram os mesmos tempos, quer na primeira, quer na segunda passagem pelo Buçaco, em 1974.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. boa noite
    o troço do Bussaco começava em Casal de Santo Amaro e não na Espinheira ainda existe estrada de terra nesse percurso ate ao cruzamento "do Marquês"notar que tanto era feito no sentido ascendente como descendente. no inicio do rally de Portugal a passagem dos carros pelo Bussaco era em caminhos que hoje só de jeep

    ResponderEliminar
  4. Olá! Há, no que respeita ao Rali de Portugal (não estamos a falar de troços denominados 'Buçaco' no âmbito dos Ralis do n/ campeonato nacional) dois troços do 'Buçaco' distintos, dos quais nos debruçámos apenas a partir de 1973 (poderia eventualmente haver, em anos anteriores, outras versões da classificativa sob a designação 'Buçaco', facto que desconhecemos):

    Assim:
    EM TERRA (com início, segundo pensamos, em Casal de Santo Amaro):
    - 1973;
    - 1974;
    - 1975;
    - 1976;
    - 1977;
    - 1979;
    - 1980.

    EM ASFALTO (com início em Espinheira, como está identificado no vídeo publicado):
    - 1981;
    - 1982.

    ResponderEliminar