P.E.C. Nº 220: Freita


"... chegámos ao troço da Freita (no Rali de Portugal de 1990, nota nossa), perto das duas horas da madrugada e estava a nevar! Na assistência, disseram-nos que não vinham preparados para aquelas condições e, por isso, iriam montar pneus intermédios no Delta, como haviam feito nos carros oficiais. Pediram-nos para nos safarmos o melhor possível! Quando chegámos ao troço, a neve era tanta, que mais parecia uma Classificativa do Monte Carlo. Nós éramos os primeiros não oficiais e, quando partimos, chegámos à conclusão que os pilotos de fábrica, que haviam partido antes de nós, haviam adotado um estilo de condução como se estivessem algures na Suécia. Só que ali, na Freita, os montes de neve eram substituídos por muros e, em resultado disso, nos quilómetros iniciais, só víamos montes de peças no meio da estrada. Foi um suplício conduzir naquelas condições, mas conseguimos chegar ao fim, sem grandes mazelas."


CARLOS BICA em entrevista a Nuno Branco
Revista AutoSport n.º 1.859, de 14-08-2013 


Não é fácil escrever sobre a classificativa da Freita

Fica-nos a ideia, das pesquisas que realizámos para a elaboração do presente trabalho, que em certo sentido se trata de uma classificativa-mistério

Durante o período em que esteve integrada no Rali de Portugal foi sempre disputada de noite

Como se por convicção e princípios envergasse uma burca negra a esconder-lhe quase por completo a morfologia. 

Da Freita, além de elementos estatísticos (que mais abaixo não deixamos de transcrever também) pouco há escrito. 

Imagens rareiam, e as que existem praticamente nada revelam relativamente aos segredos do trajeto. 

No entanto, ainda que de forma um tanto ou quanto intermitente, durante vinte anos (1973/1993) a estrada que liga a aldeia de Manhouce (concelho de São Pedro do Sul) a Porto Escuro nas imediações da vila de Arouca, foi comparsa fiel de concorrentes e público seguidor do Rali de Portugal. 

Alguma da lenda desta classificativa assenta muito nos desafios que o seu percurso oferecia aos pilotos. 

Por se disputar de noite, como escrevemos. 

Por invariavelmente se disputar quando homens e máquinas haviam já calcorreado no respetivo dia de prova muitos quilómetros em troço e ligação, acumulando fadiga e por arrasto menos concentração. 

E por ter um percurso, como recentemente tivemos oportunidade de radiografar, repleto de pequenas ratoeiras a fazer pagar caro a mais pequena distração. 

Que o diga, entre outros, Armin Schwarz

O alemão, piloto oficial Toyota, em 1990 e 1991 era líder da prova e não conseguiu passar incólume às dificuldades da classificativa, em ambas ocasiões incorrendo em saídas de estrada que o impediram de prosseguir o Rali. 

O troço da Freita é, olhado sob o prisma da condução, verdadeiramente extraordinário

Possui curvas para todos os gostos e feitios. 

Tem uma longa subida inicial, verdadeiramente empenhativa, a que segue uma zona de planalto nos cumes da Serra (uma vista extraordinária, da área do Grande Porto até à Figueira da Foz, sem esquecer o alcance visual de montes e vales a perder de vista pelo interior do país), para tudo acabar numa descida de meia-dúzia de quilómetros extremamente exigente, estreita, repleta de travagens fortes, em tudo idêntica ao que de melhor nesta matéria (asfalto, descendo a bom descer…) a Serra da Lousã propôs a concorrentes durante anos a fio. 

Para quem extrair prazer em dominar um carro em curva em ritmo vivo, seja uma viatura de uso quotidiano ou um bólide de competição, a Freita é a estrada certa. 

Não conseguimos identificar que parte daqueles quase vinte e cinco quilómetros é mais entusiasmante. 

Tudo é de tal forma sublime que fazer escolhas seria um dilema mais ou menos idêntico em optar pela vitela de Lafões que povoa a zona do seu início, ou uma suculenta posta à arouquesa que se pode encontrar nas imediações do seu final. 

Bom apetite…


«» «» «»

Nota:
- Zona-Espectáculo, à semelhança de ocasiões anteriores, agradece publicamente ao David Matos a colaboração decisiva na recolha das imagens que mais abaixo se publicam.

«» «» «»

ANO1973.
DATA16 de março.
DESIGNAÇÃOFreita '1'.
EXTENSÃO25,00 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE21h:15m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Bernard Darniche.
b) Navegador(es)Alain Mahe.
c) Carro(s)Renault Alpine A110 1800.
MELHOR TEMPO REALIZADO19m:23s.
MÉDIA HORÁRIA77,39 kms/h.
 

ANO1973.
DATA18 de março.
DESIGNAÇÃOFreita '2'.
EXTENSÃO16,00 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE0h:10m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Jean-Luc Thérier.
b) Navegador(es)Jacques Jaubert..
c) Carro(s)Renault Alpine A110 1800.
MELHOR TEMPO REALIZADO17m:09s.
MÉDIA HORÁRIA55,98 kms/h.


«» «» «»

ANO1974.
DATA23 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO20,50 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE0h:46m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Markku Alén.
b) Navegador(es)Ilkka Kivimaki.
c) Carro(s)Fiat 124 abarth Spider.
MELHOR TEMPO REALIZADO20m:43s.
MÉDIA HORÁRIA59,37 kms/h.


«» «» «»

ANO1975.
DATA19 de julho.
DESIGNAÇÃOFreita '1'.
EXTENSÃO24,50 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE4h:14m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Achim Warmbold.
b) Navegador(es)John Davenport.
c) Carro(s)BMW 2002.
MELHOR TEMPO REALIZADO20m:18s.
MÉDIA HORÁRIA72,41 kms/h.


ANO1975.

DATA19 de julho.
DESIGNAÇÃOFreita '2'.
EXTENSÃO24,50 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE23h:53m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Markku Alén.
b) Navegador(es)Ilka Kivimaki.
c) Carro(s)Fiat 124 Abarth Spider.
MELHOR TEMPO REALIZADO19m:52s.
MÉDIA HORÁRIA73,99 kms/h.

«» «» «»

ANO1978.
DATA20 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,50 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE4h:30m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Bjorn Waldegaard.
b) Navegador(es)Hans Thorszelius.
c) Carro(s)Ford Escort RS.
MELHOR TEMPO REALIZADO20m:38s.
MÉDIA HORÁRIA71,24 kms/h.

«» «» «»

ANO1979.
DATA8 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,50 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE5h:05m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Bjorn Waldegaard.
b) Navegador(es)Hans Thorszelius.
c) Carro(s)Ford Escort RS 1800.
MELHOR TEMPO REALIZADO18m:48s.
MÉDIA HORÁRIA78,19 kms/h.

«» «» «»

ANO1980.
DATA6 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,50 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE4h:49m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Markku Alén.
b) Navegador(es)Ilkka Kivimaki.
c) Carro(s)Fiat 131 Abarth.
MELHOR TEMPO REALIZADO19m:20s.
MÉDIA HORÁRIA76,03 kms/h.

«» «» «»

ANO1981.
DATA5 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,50 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE5h:20m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Ari Vatanen.
b) Navegador(es)David Richards.
c) Carro(s)Ford Escort RS.
MELHOR TEMPO REALIZADO19m:35s.
MÉDIA HORÁRIA75,06 kms/h.

«» «» «»

ANO1982.
DATA4 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,47 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE21h:50m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Michèle Mouton.
b) Navegador(es)Fabrizia Pons.
c) Carro(s)Audi Quattro.
MELHOR TEMPO REALIZADO18m:36s.
MÉDIA HORÁRIA78,94 kms/h.

«» «» «»

ANO1987.
DATA11 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,20 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE23h:09m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Massimo Biasion.
b) Navegador(es)Tiziano Siviero.
c) Carro(s)Lancia Delta HF 4WD.
MELHOR TEMPO REALIZADO16m:38s.
MÉDIA HORÁRIA87,29 kms/h.

«» «» «»

ANO1988.
DATA2 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,30 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE20h:52m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Massimo Biasion.
b) Navegador(es)Carlo Cassina.
c) Carro(s)Lancia Delta Integrale.
MELHOR TEMPO REALIZADO15m:56s.
MÉDIA HORÁRIA91,51 kms/h.

«» «» «»

ANO1989.
DATA1 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,20 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE22h:09m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Massimo Biasion.
b) Navegador(es)Tiziano Siviero.
c) Carro(s)Lancia Delta Integrale.
MELHOR TEMPO REALIZADO18m:02s.
MÉDIA HORÁRIA80,52 kms/h.

«» «» «»

ANO1990.
DATA7 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,35 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE22h:35m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Kenneth Eriksson.
b) Navegador(es)Staffan Parmander.
c) Carro(s)Mitsubishi Galant VR-4.
MELHOR TEMPO REALIZADO16m:41s.
MÉDIA HORÁRIA87,57 kms/h.

«» «» «»

ANO1991.
DATA6 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,20 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE22h:13m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Massimo Biasion.
b) Navegador(es)Tiziano Siviero.
c) Carro(s)Lancia Delta HF Integrale 16v.
MELHOR TEMPO REALIZADO18m:36s.
MÉDIA HORÁRIA78,06 kms/h.

«» «» «»

ANO1992.
DATA4 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,10 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE22h:13m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)Juha Kankkunen.
b) Navegador(es)Juha Piironen.
c) Carro(s)Lancia Delta HF Integrale.
MELHOR TEMPO REALIZADO14m:38s.
MÉDIA HORÁRIA98,82 kms/h.

«» «» «»

ANO1993.
DATA3 de março.
DESIGNAÇÃOFreita.
EXTENSÃO24,10 quilómetros.
HORÁRIO DE PARTIDA DO PRIMEIRO CONCORRENTE21h:48m.
VENCEDORES:
a) Piloto(s)François Delecour + Andrea Aghini.
b) Navegador(es)Daniel Grataloup + Sauro Farnocchia.
c) Carro(s)Ford Escort RS Cosworth + Lancia Delta HF Integrale.
MELHOR TEMPO REALIZADO14m:22s.
MÉDIA HORÁRIA100,65 kms/h.

«» «» «»






Ver FREITA, 1980 num mapa maior

Comentários

  1. Meus caros amigos é com alegria que informo que vou aproveitar o meu dia de folga e vou reviver e pecorrer os troços de asfalto do rali de Portugal - final da primeira etapa. Assim conto fazer a PEC Muna, Caramulo e Préstimo. Em seguida pecorrer o troço de Vouzela, Oliveira de Frades, Freita e por ulitmo o troço de Arouca. Todos eles feitos dos anos 80 ate 1993. Agradeço as vossas reportagens acerca destas PEC, assim como mapas e coordenadas GPS, sem estes preciosos elementos não seria possivel esta aventura. Obviamente será em ritmo de passeio e de turista para ver não só as belas paisagens, visitar o museu do Caramulo, aproveitar a gastronomia. Continuação de bom trabalho e obrigado por tudo. (Ps- depois deste será um Gradil-Arganil).

    ResponderEliminar

Enviar um comentário