P.E.C. Nº 327: E a fiabilidade, senhores?


Está aí à porta a última etapa da presente temporada no campeonato nacional de Ralis. 

A região do Algarve acolherá, no próximo fim-de-semana, entre muitos outros motivos de interesse e troféus ainda em disputa, o duelo final que decidirá o título máximo de pilotos neste ano de 2015.

As trincheiras estão bem definidas. 

De um lado, MOURA, o Ford, e a equipa ARC Sport

Do outro, FONTES, o DS/Citroen, e a equipa Sports & You

Batalha de titãs, portanto, num fogo cruzado onde se podem intrometer snipers da categoria de Teodósio (não inscrito no campeonato), Meireles, Vieira, ou Martins

Será (desportivamente) para os dois exércitos matar ou morrer

Não haverá meio-termo. 

Nem o desfraldar de bandeiras brancas

Ninguém seguramente poupará nas munições para levar de vencida esta refrega. 

Andar absolutamente no limite será, para os generais Ricardo e Zé Pedro, a única estratégia a ter em mente para levar o oponente à rendição sem condições

O teatro de operações é muito bom e já conhecido de outras batalhas

O material bélico ao dispor dos beligerantes é produto da mais recente tecnologia para este género de combates

Condições reunidas para se assistir, em suma, a um epílogo em que os vencedores se cobrirão de glória e os vencidos de honra. 

Ao longo desta temporada, que se apresta agora para encerrar, poucos foram os Ralis em que José Pedro Fontes e/ou Ricardo Moura não tiveram contratempos mecânicos e puderam, dessa forma, competir concentrados única e exclusivamente na condução. 

Em várias situações ao longo dos sete Ralis disputados até ao momento no campeonato nacional de 2015, um e outro (não pretendemos, de todo, entrar no exercício de saber qual deles foi mais penalizado pelos maus humores da sorte…) viram-se a braços com problemas técnicos nos seus automóveis, que de alguma maneira, em diversos momentos, condicionaram o respetivo andamento (quando não forçaram desistências…) impedindo-os de se bater abertamente pelos melhores resultados (raciocínio, aliás, que estendemos a João Barros, ausente no Algarve no próximo fim-de-semana, talvez a preparar já a próxima época)

Sem conhecermos ao detalhe os motivos pelos quais os dois contendores ao título foram alvo de pequenos (por vezes não tão pequenos assim…) percalços ao longo do ano, e não duvidando que as respetivas equipas monitorizaram essas situações tentando evitar que se repetissem, ainda assim é legítimo admitir que estrategicamente ARC Sport e Sports & You foram incidindo o seu foco na performance, um pouco em detrimento da fiabilidade. 

Uma das condições de sucesso no automobilismo em geral e nos Ralis em particular, passa por harmonizar e estabelecer um ponto de interceção entre as duas premissas (performance e fiabilidade), por natureza e definição antagónicas entre si. 

Num campeonato em que, nas diversas etapas que o constituem, a regularidade paga sempre dividendos, ninguém alcança o sucesso se tiver um carro rápido a avariar com frequência, nem atinge o êxito se tiver um carro lento mesmo terminando todas as provas. 

Nessa medida, quando se espera que no Algarve chegue ao título o atirador que mostre melhor pontaria a ‘disparar’ ao cronómetro por forma a fazê-lo parar o mais depressa possível, quando se deseja um duelo limpo de problemas e em que os dois pilotos se entreguem sem concessões à condução pura e dura rodando completamente no limite, convém sempre lembrar que o item da fiabilidade pode vir a revelar-se decisivo nas contas finais do título de pilotos de 2015, como de resto já se revelou muito importante em diversos momentos da temporada ainda em curso. 

Se na batalha algarvia os automóveis beligerantes (Fiesta e DS/Citroen) não se mostrarem na posse plena das suas faculdades, e o campeonato se decidir por fatores à margem da rapidez dos pilotos, será, de facto, pena. 

Mas os Ralis, dentro de toda a plenitude de variáveis que os caraterizam, são afinal de contas isso mesmo.

==========     ==========     ==========

A FOTO PRESENTE NESTE TRABALHO FOI OBTIDA EM:
- http://www.escuderiacastelobranco.pt/ficheiros/conteudos/images/02_20150425_091826.jpg

Comentários